Descubra como ter ROI superior a 100% em seu treinamento

Descubra como ter ROI superior a 100% em seu treinamento

outubro 29, 2020 in e-Learning, Educação Corporativa, LMS, Treinamento

ROI de treinamento

A implementação de um programa de treinamento corporativo envolve definir o que será abordado, a escolha da plataforma e dos materiais que darão suporte ao programa, qual o melhor método de aprendizagem, dentre muitas outras. 

E, o que está por trás disso tudo? Um investimento significativo, em que espera-se que justifique os recursos empregados.

Assim, iremos olhar mais de perto tudo que diz respeito ao ROI de treinamento e como sua empresa pode se beneficiar dessa métrica.

O que é ROI de treinamento?

O conceito de ROI (return of investment) foi criado para estabelecer a relação entre quanto se ganha como resultado de um investimento e quanto foi preciso investir para se chegar a esse resultado. 

Portanto, o ROI de treinamento mensura o resultado que o investimento gasto em treinamento trouxe para a empresa e pode ser usado para avaliar todo o processo ou apenas algumas das atividades do programa. 

Importância do ROI de treinamento?

Considerando que o objetivo do treinamento nas empresas é, no final de tudo, elevar a receita e reduzir as despesas, fica fácil entender por que é tão importante saber se o que foi investido no desenvolvimento dos funcionários teve o retorno esperado. Especialmente no momento atual, quando não é possível vislumbrar horizontes mais positivos para a crise financeira mundial que atravessamos. 

Os resultados do ROI de treinamento servem de aprendizado para mais ações futuras gastando menos, a partir da adoção das estratégias que deram maior retorno, o aperfeiçoamento do que não apresentou retorno assim tão bom e a rejeição do que não comprovou eficácia e, consequentemente, não trouxe a lucratividade esperada.

Diferença entre BCR e ROI

BCR e ROI são métricas bastante utilizadas pelas empresas para mensurar resultados. Enquanto o BCR (benefit-cost ratio) estima benefícios ou retornos, o ROI indica benefícios ou retornos reais.

O BCR projeta gastos, dividindo o total de benefícios esperados do programa pelos custos totais esperados.

BCR = benefícios do treinamento ÷ custos do treinamento

Já o ROI contabiliza os custos totais empregados e os benefícios líquidos alcançados.

Sua fórmula é:

ROI = (benefícios líquidos do treinamento ÷ custos do treinamento) x 100

Mas o cálculo do ROI não envolve apenas essa fórmula. Existem etapas que você deve seguir para medi-lo. E é sobre isso que trataremos aqui.

ROI de treinamento

Passo a passo para medir o ROI

Saber mensurar o ROI do seu programa de treinamento é tão importante quanto os benefícios que o programa traz, como aumento de produtividade, aperfeiçoamento da qualidade, redução de desperdícios. Então, vamos às etapas para facilitar sua tarefa.

Escolha um resultado quantificável

Escolha seus objetivos e o impacto que você espera alcançar com o treinamento. Se, por exemplo, o treinamento for voltado para vendas, quantifique no seu final se houve aumento dos KPIs – Key Performance Indicator, que significa indicador chave de desempenho. Já se for um treinamento de atendimento ao cliente, compare o número de reclamações de clientes antes e depois do treinamento. Se constatar redução, parabéns: você atingiu sua meta.

Então, lembre-se: esteja focado em planejar seu treinamento de modo que produza resultados nos de negócios do seu interesse e reúna os dados que lhe permitam comprovar que foi bem-sucedido.

Reúna dados que possa avaliar

Com o treinamento em andamento, reúna todos os dados mensuráveis que puder sobre seu impacto. Claro que os principais são os relacionados às medidas de ROI que você quer obter, mas há três tipos de medida que podem ajudá-lo quando fizer seus cálculos:

  • Eficácia da aprendizagem: no final do treinamento, aplique uma escala Likert pedindo que os alunos avaliem os novos conhecimentos ou habilidades que adquiriram. Se quiser fazer medições mais abrangentes, aplique essa escala no começo e no fim do treinamento.
  • Impacto no trabalho: entre 30 e 90 dias após o treinamento, envie um questionário aos participantes para estabelecer em quanto tempo foram capazes de colocar em prática o que aprenderam e em que medida melhoraram suas habilidades.
  • Resultados reais: é nesta etapa que a coisa realmente fica séria. A maneira mais direta de mensurar os resultados do treinamento é acompanhar o comportamento dos participantes no dia a dia. Outra maneira é comparar as vendas registradas de cada um antes e depois do treinamento.Quanto maior for a diferença para mais desses números, maior terá sido o sucesso alcançado. Use também questionários de acompanhamento ou entrevistas que abordam diretamente a percepção dos participantes sobre os resultados do treinamento.

Faça uma análise que vá além do treinamento

Mudanças na performance dos participantes frequentemente coincidem com o fim do treinamento. Mas isso não significa necessariamente que o treinamento tenha sido o único responsável por elas. Então, ao fazer o cálculo do ROI do treinamento, questione-se em que medida a mudança tem a ver com o programa de treinamento e quanto pode ser creditado a outro fator.

Fazer isso é mais simples do que você imagina. E vamos ajudá-lo com alguns insights para facilitar ainda mais sua análise. Confira:

  • Crie um grupo de controle: divida os participantes em grupos e inicie o treinamento de um deles em um mês. No seguinte, treine o próximo grupo de funcionários. Com isso, ao longo do primeiro mês, você poderá comparar os KPIs do grupo que foi treinado com os do que não foi.

A diferença entre os dois será um importante indicador de quanto do treinamento está influindo na performance dos seus funcionários. Mas lembre-se: é preciso que os grupos sejam muito semelhantes em relação a seus KPIs e condições de trabalho. Caso contrário, a comparação não será válida.

  • Solicite que os participantes avaliem o que está acontecendo: peça aos supervisores para que registrem pensamentos dos participantes sobre o treinamento, assim como variáveis que podem ter causado impacto em seu desempenho durante o treinamento. 

Peça ainda para que os participantes atribuam uma porcentagem a cada variável de acordo com o impacto de cada uma nos resultados. Por exemplo: treinamento, 70%; nova campanha de marketing, 40%; lançamento de novo produto, 20%; e assim por diante. Ainda que esses dados não sejam totalmente precisos, eles darão subsídios para você chegar ao seu ROI de treinamento.

  • Analise as tendências: reúna resultados seis meses antes do treinamento e faça uma projeção de sua expectativa para o fim do treinamento. Depois, é só comparar os resultados.

Converta seus resultados em valores monetários

Reúna os resultados do treinamento — que podem ser mais vendas, menor rotatividade, menos reclamações de clientes — e converta-os em um valor monetário.

E, para calcular o impacto monetário de seu treinamento, faça uma avaliação dos valores que sua empresa costuma gastar para substituir um funcionário que se demitiu, para resolver a reclamação de um cliente e assim por diante.

Se não tiver um custo-padrão estabelecido, utilize o histórico de custos considerando quanto normalmente gastava. Com essa estimativa, será possível comparar os valores monetários antes e depois do treinamento.

Caso não tenha como estabelecer esses valores, procure um especialista para ajudá-lo a estimar o valor monetário de seus resultados. Mas certifique-se de que seja alguém com expertise na área.

Como você pôde ver, o ROI de treinamento é importantíssimo para você aprimorar o desempenho dos seus funcionários e, como consequência, aumentar a lucratividade da empresa.

Se precisar de ajuda especializada para tirar melhor proveito do seu ROI de treinamento, fale com a Take 5!

 


 

 

 

  • About The Author: User

    More posts by