Como desenvolver KPIs para uma Universidade Corporativa

Como desenvolver KPIs para uma Universidade Corporativa

maio 17, 2018 in Educação Corporativa, LMS

Com o objetivo de fortalecer e construir uma marca sólida, além de um diferencial no mercado, as organizações investem em preparar e qualificar sua equipe através de recursos que promovam a educação corporativa.

De fato, empresas de sucesso têm usado uma variedade de métodos para garantir que a aprendizagem corporativa se alinhe à estratégia de negócios, e os detalhes de cada programa devem corresponder aos contornos de seu host corporativo.

No entanto, para que esse formato de ensino seja realmente eficaz é preciso entender qual a melhor maneira de criar conteúdos que possam atingir a necessidade dos profissionais e da empresa.

Mas com os ajustes de KPIs (Key Performance Indicators) que são métricas que possuem a função de avaliar a performance, aliados à organização e escopo traçados, é possível mensurar e melhorar o valor oferecido pelas universidades corporativas.

Universidade Corporativa

Se uma universidade corporativa deve desempenhar um papel central no avanço da estratégia de longo prazo, ela não pode ser isolada do resto da organização. No papel, as universidades corporativas geralmente ficam sob a alçada dos departamentos de recursos humanos ou, às vezes, dos próprios CEOs, mas, na prática, são muitas vezes distanciadas dos verdadeiros centros de poder.

Em última análise, o currículo das universidades corporativas deve refletir necessidades exigidas pela estratégia corporativa. Por exemplo, um workshop de alto nível sobre como encontrar o equilíbrio certo entre produtos e serviços deve ser projetado para atrair participantes ávidos, prontos para ter conversas abertas em torno do desafio, explorar uma ampla gama de cenários e introduzir novas ideias.

Ligações estreitas com a gerência também ajudam a mudar o foco das universidades corporativas. Muitos seguem uma abordagem para preencher lacunas de capacidade, que impedem negócios em andamento. Mas essa perspectiva deve abordar os recursos necessários para implementar novas estratégias.

De um ponto de vista organizacional mais amplo, as universidades corporativas que desenvolvem pessoas para enfrentar novos desafios e buscar oportunidades podem ajudar uma empresa a minimizar a necessidade de recrutar externamente. Talento retido retorna maior valor do investimento que uma empresa fez em seu treinamento, cria lealdade e ajuda a manter uma memória institucional valiosa.



Melhores indicadores de Educação Corporativa

Para que se saiba quais ações relativas ao desenvolvimento realmente estão vingando, pode-se usar os Indicadores de Educação Corporativa, também conhecidos como KPIs (Key Process Indicators).

No entanto, para uso dos KPIs é preciso saber quais resultados se pretende medir. E como saber isso? Delineando quais os objetivos do empreendimento.

Existem diversos indicadores para realizar tal medição, como:

– Treinamento e engajamento: saber como o aluno usou o programa, com base em número de treinamentos realizados, horas computadas e total de horas.

– Utilidade do treinamento: você pode solicitar a opinião de seus colaboradores quanto à utilidade do treinamento, questionando questões como plano de desenvolvimento individual, se o treinamento seria realmente recomendado, dentre outras questões.

– Custo do treinamento: qual é a despesa global, por hora e por aluno?

– Membros que participarão do treinamento: qual o número de colaboradores que finalizou o curso ou tema? Quem deve participar do curso?

– Compreensão do treinamento: todos entenderam as razões pelas quais o treinamento era importante? Qual o percentual de reprovação? E de aprovação?

– Qual é o impacto do treinamento: houve melhorias na qualidade? Aumento de produtividade?

Como se vê, o uso dos KPIs em um âmbito de Universidade Corporativa é realmente imprescindível para aferir-se diversos vetores, como necessidade do treinamento, compreensão, filtro dos colaboradores que precisarão realizá-lo, despesas, dentre outras questões e também são utilizados como gatilhos para possíveis pagamentos de variáveis aos colaboradores que atingirem a meta combinada.

Tais medições devem ser usadas a depender das suas necessidades e dos objetivos do seu negócio.

Equipe Take 5
www.take5.com.br

  • About The Author: User

    More posts by